BOAS VINDAS

    

Sobre este site

Este site disponibiliza diversas informações sobre a história e cultura de Macau.:

  • Artigos culturais e históricos, por exemplo:
  • A velha linguagem ( patuá ) 25 Altifalante de Macau, é preservada aqui, com áudio de milhares de palavras e frases
BlueFooter
    

Sobre Macau     

St Francis Xavier
Francisco Xavier, o grande santo do Oriente
 

Os portugueses estabeleceram uma base em Macau no Século XVI, para o comércio e para a divulgação do Cristianismo. Este estabelecimento resistiu durante quatro séculos e meio até que a colónia foi entregue novamente à China.

As famílias portuguesas daqui, uma comunidade extremamente unida, desenvolveram a sua própria cultura, patuá e fusão culinária, e apelidaram-se de Macaenses*.

Pataca
A unidade de moeda em Macau é a pataca que é aproximadamente equivalente ao dólar de Hong Kong.
 

Com a passagem do tempo, Macau foi ultrapassado por Hong Kong em matéria de comércio e muitos Macaenses mudaram-se para outras terras à procura de emprego, mas mantiveram sempre as suas raízes em Macau.

Depois da II Guerra Mundial, a migração transformou-se num fluxo - a chamada diáspora. Hoje em dia, estas famílias Macaenses estão dispersas pelo globo e a sua história corre o risco de se perder. Felizmente, vários foram os autores a escrever notáveis histórias de Macau.

Stamp1
Há 100 avos em cada pataca.
Clique para ver uma imagem maior
 

Os nossos objectivos são::

  • gerar um sentimento de orgulho sobre a herança Macaense,,
  • promover o interesse pelas raízes familiares no seio das novas gerações de Macaenses,
  • ajudar a preservar registos culturais e históricos,
  • tentar que o trabalho continue pelo futuro adentro.

"Macaense"      

Originalmente, a palavra Macaense era utilizada para descrever as pessoas descendentes de portugueses, que nasceram em Macau ou cujos antepassados tivessem nascido lá. Hoje em dia, a sua utilização foi alargada para descrever pessoas de qualquer grupo étnico que vivam em Macau. No entanto, neste website, utilizamos a palavra com o seu significado original. Leia algumas opiniões interessantes sobre a diáspora e os macaenses em um artigo por David Brookshaw e um estudo acadêmico por B. Koo.

Os Macaenses também se chamam a eles próprios Maquista Loudspeaker / Macaísta, Nossa Gente, filo-Macau/filho-Macau, e Balichão/Balicham Loudspeaker (com origem no condimento especial e popular).

Este site foi criado, originalmente, em inglês. Tentando torná-lo mais atractivo para Macaenses em Portugal, Macau e Brasil, esta versão é apresentada em português. Muitos dos capítulos continuam em inglês; está planeado que serão gradualmente traduzidos para português.

 
 
© Possui direitos de autor. Não é permitida cópia sem autorização.